Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DISPARE

Navegar, navegar a ocidente, já se vê terra e o fim do mundo... ou poemas do manicómio

DISPARE

Navegar, navegar a ocidente, já se vê terra e o fim do mundo... ou poemas do manicómio

15
Out09

POEMA LOUCO

Peter

      

Se eu phosse o Ke não sou  Kantava-te

Kantava-te de pena  , pena minha

Kantava-te de pena de galinha

tirada duma asa , até do rabo

cantava-te ao ouvido, vem sozinha

ensaboar-me o corpo , Ke me lavo.

 

Se eu phosse o ke não sou, sunhava-te

sunhava-te vestida de caroço

pra te tirar a Kaska e dar-te grosso

beijo  lokal acima do umbigo

Komprimia-te o korpo em alvoroço

e outras coisas mais ke  te não digo

 

se eu fosse o Ke não sou, phumava-te

phumava-te  com phorma e de maneira

a phicares a olhar a vida inteira

para um vazio  em praça de matriz

apenas te deixava no totiço

a boina basca, nada mais que isso

e um brinkinho na ponta do nariz

 

se fosse  o ke  não sou Phanava-te

num dia ke não phosse o próprio dia

levava-te comigo , na magia

de existir e almoçar contigo

para depois disso  ver-te repousada

repousada de pé e não sentada

numa janela em forma de postigo

 

se phosse o ke não sou podia ser

um companheiro, amante , ou um amigo

          

16
Abr09

Piangere

Peter

  

piangere di niente di nessuno

piangere in questo mondo lontano

piangere di nulla

uomini di fede abstrata

pazzo é il tempo di noi

pazzi siamo stesso noi

e la nostra indiferenza

noi che strisciamo da verme

sull polvero

sulla rábbia

non siamo  nulla

a meno che scimmia senza testa

essere senza cuore

animali tra gli altri

comme qualquno di loro

aspettando l'arrivo

dell fine.

16
Fev09

PÁTRIA

Peter

HEROIS E SANTOS !!!!

 

                                                                        

 

Corruptos. Quadrados. Geometria

da Lusitânia .Políticos. Rapaces.

Mordomos e Senhores. A entropia.

Um povo, uma vanguarda de incapazes.

 

Administradores. Gestores. Paralisia.

Demónios. Charlatães e parasitas.

Ocultismo. Digamos. Bruxaria.

Medo e pobreza em almas aflitas.

 

São 800 anos de memória

p’ra chegar a mendigos da Europa

um povo que lutou e fez a istória

 

a sustentar fidalgos e a tropa

e os canhões .Pele, sem carne, o osso

expectante  a leste. Um paradoxo.

 

                 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub